9 de outubro de 2009

Eliana Pittman, para alegrar este dia chuvoso aqui no Rio.

2 comentários:

BeBel disse...

Essa muher é o máximo! Me lembro dela cantando com o pai Booker Pittman. Uma voz privilegiada e uma pronúncia na lingua americana muito exata!
Valeu a lembrança.

newscolunafrodite disse...

Lembro-me dela demais Guerreiro. Era menina, mas aquela alegria de Eliana nos contagiava. Nossa, que saudades!

Abraços

Cristina Guedes
edit.
coluna AFRODITEQUEMQUISER